Receita: Bolo de fubá

Bolo de fubá com goiabada.jpg
A receita que trago hoje me lembra um pouco as festas juninas da escola que eu ia quando pequena. Lembro de que sempre que me ofereciam bolo de fubá eu recusava dizendo que não gostava (mesmo sem ter provado direito). No entanto, o de hoje é muito especial pois além de ser o primeiro que faço, nenhum animal precisou se machucar para isso 🙂

Bolo de fubá com goiabada.jpg
Faz um tempo que estava pensando em fazer bolo de fubá, mas sempre adiava. Até que encontrei essa receita no blog da Laura e resolvi testar. Para ser sincera, achei que não ia gostar pois não sabia ao certo se curtia muito fubá, no final acabei comendo ele rapidinho!

  • Ingredientes

2 xícaras de farinha de trigo
2 xícaras de fubá
2 xícaras de açúcar
1 e 1/2 xícara de água morna ou leite vegetal
1/2 xícara de óleo vegetal
1 colher de sopa de fermento.

  • Modo de preparo

1. Ligue o forno no mínimo, unte e enfarinhe uma fôrma média;
2. Misture todos os ingredientes, com exceção do fermento, é melhor deixá-lo para o final;
3. A consistência da massa deve ficar cremosa, sem ser seca ou líquida demais: quando você virar a bacia para o lado, a mistura deve acompanhar o movimento;
4. Asse por aproximadamente meia hora, mais ou menos (isso depende do forno, o meu por exemplo, demorou uns 50 minutos);
5. Com certeza, você vai sentir o cheirinho de bolo, que vai te dizer que está pronto. Mesmo assim, certifique-se, enfiando um garfo: se sair seco e limpo, está perfeito!

Receita por: Laura Vegan

Eu aproveitei e derreti doce de goiaba para a cobertura, porque bolo de fubá sem goiabada não é bolo de fubá hasusah.
Gostei muito da receita e está mais do que aprovada! Coloquei a foto dele sem cobertura aqui 🙂 Ficou bonito, não é?

Anúncios

2 thoughts on “Receita: Bolo de fubá

    • Elidiana Andrade

      Oii Bia! Dou sim hahaha, já fiz ele umas 2 vezes gostei muito ❤ É bom se dá ao privilégio de comer besteira as vezes, a vantagem é que não leva nem ovo, leite e muito menos margarina, então dá pra dizer que é mais leve huashuas
      Fico feliz que tenha gostado 😊 É que muitas vezes a gente não imagina (ou prefere não) que um prato pode machucar um animal, mesmo sabendo a gente não relaciona isso muitas vezes com o sofrimento animal :/

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s