Watchmen: Sob o Capuz

Under the Hood - Sob o Capuz, autobiografia de Hollis Mason..jpg
Infância, fantasias, heróis e justiça são temas retratados em Sob o Capuz (Under the Hood), a autobiografia de Hollis Mason, o primeiro Coruja. Divida em páginas distribuídas ao final de cada volume de Watchmen, ela revela detalhes sobre sua vida e diversos segredos dos Minutemen.

Uma das coisas que eu acho genial em Watchmen é que a história te proporciona entendê-la com o auxilio de diversos mecanismos. Enquanto na HQ podemos ler a autobiografia de Hollis acompanhando aos poucos no final de cada volume, no filme temos parte do mocumentário mostrando de forma resumida o que aconteceu momentos antes do que a história retrata, e o próprio mocumentário a parte do filme.
Quem assistiu apenas o filme, provavelmente conhece somente o mocumentário, que foi a forma como adaptaram a autobiografia nas telonas. No entanto, na HQ são fornecidos diversos detalhes, que obviamente não teriam como serem encaixados perfeitamente no filme devido a sua extensão.
Através da autobiografia de Hollis, você fica por dentro do surgimento dos Minutemen e o que vinha ocorrendo em sua vida antes disso. Além das motivações que o fizeram se tornar um e segredos que vieram após sua adesão (como aquela revelação, caso tenha assistido o filme, que te deixou com raiva de certo personagem que não vou citar o nome).

 A autobiografia


Under the Hood - Sob o Capuz, autobiografia de Hollis Mason.jpg

   Aconselhado por Denise (mulher que conhece de um armazém que frequenta, cuja a mesma já escreveu 42 romances), a autobiografia de Hollis Mason começa contando a história mais triste que ele conseguiu imaginar.
A Cavalgada das Valquírias (en “Ride Of The Valkyries”) de Richard Wagner, remete a ele uma triste e ao mesmo tempo cômica lembrança de sua infância, onde Moe Vernon – dono da Oficina de Automóveis Vernon e chefe do seu pai – que adorava ouvir ópera, recebe uma carta que o faz cair em lágrimas, enquanto seus funcionários riem depois de encararem a situação. Essa cena humilhante para Moe e hilária para seus empregados, ocorre enquanto a canção propaga de seu escritório.
Vernon foi o primeiro homem que deu emprego ao pai de Hollis quando ele chegou a Nova York. Antes disso, Mason e sua família viveram numa fazenda em Montana com seu avô (de onde herdara o mesmo nome) até seus 12 anos. Embora guardasse ressentimento do velho, devido o mesmo discutir com seu pai por ter ido arriscar a vida na cidade grande em vez assumir a fazenda como ele queria, Hollis carregava em si alguns valores morais transmitidos pelo avô.
Em 1938, com o surgimento de super-heróis, Hollis inicia uma paixão pelos quadrinhos (sobretudo os do Super-Homem) e sua ânsia por justiça se torna mais forte em meio as fantasias geradas pelas histórias. Até que ao ler notícias sobre o aparecimento de um “Justiceiro Encapuzado”, Mason percebeu que suas fantasias poderiam se tornarem reais, surgindo a partir de então o desejo de se tornar o segundo aventureiro mascarado fora dos quadrinhos.

Anúncios
Posted in HQs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s